segunda-feira, 15 de março de 2010

Tanto serenas como conturbas

As tuas palavras entram em mim. Serenas a minha razão, conturbas a minha alma, tão simplesmente porque na tua calma me obrigas a por em causa a estrutura que construí.

Amo-te ainda, na medida em que ainda me é possível estar longe... amor de amigo? Amor antigo? Amor amor?

P.S.: quase 5 da manha e eu sem dormir...

2 comentários:

Gislaine Fernandes disse...

Já passei muito por isso de não ver a hora passar, de perder o sono...E de estar confusa , de não saber do que se trata.
beijos...

Hosana Lemos disse...

amor é amor, independe!

lindo.