quarta-feira, 20 de julho de 2011

Estranho fenómeno.

Há pessoas que eu adoro ao primeiro olhar, à primeira conversa, ao primeiro sinal. Raras. Rarissimas. Quase impossiveis.

Há outras que parecem transmitir uma energia tão má que dificilmente simpatizarei alguma vez com elas.

Há outras que apenas me conseguem conquistar com o tempo e me convencem de que talvez valha a pena investir.

Depois há outras que prefiro nunca mais voltar a ver, independentemente de qualquer das categorias a que tenham pertencido acima.

Infelizmente já tive algumas desilusões e desgostos. Mais que a conta! Já gostei muito de uma pessoa sem entender bem porquê (normalmente por pena e vontade de ajudar) e percebi posteriormente que fui enganada. Falsas coitadas. Víboras. Interesseiras. Manipuladoras. Mentirosas e Falsas. Pessoas que considerei de coração. Na prática, picaretas do meu muro de segurança. Loucas.
Farta de gente estúpida. Farta de gente de merda. Fartinha até às pontas dos cabelos, JURO que vou desenvolver em mim a capacidade de desconfiar. Não dar tanto. Não acreditar à primeira. Não ter dó.

Basicamente borrifar-me e esperar que provem que merecem.

Estou cansada, porra!!!

2 comentários:

NaRiZiNhO disse...

já disse isso tantas vezes a mim mesma que até já me irrito a mim própria.
a verdade é que caio sempre na esparrela que nem patinho e acabo sempre a pensar "sozinha é que estou bem, afinal eu dou-me bem comigo mesma".
principalmente agora que mudei de cidade e as amigas estão todas no Norte.

AA disse...

Olá, sem duvida muito bem dito e realmente este mundo está cheio de gente assim. Infelizmente parece que se vão safando melhor que os que realmente são corretos...