quinta-feira, 16 de agosto de 2012

SOU?



Hoje a aula de Ioga terminou com uma meditação sobre nós mesmos. Um local ou algo que desejássemos fazer sozinhos.

Simplesmente sós.

Confesso que pela primeira vez não consegui meditar. Nunca me havia sentido existir apenas para mim, em qualquer objetivo da minha vida.

Esta meditação, essencialmente ,fez-me pensar e refletir sobre o que sou enquanto ser individual.

Percebi que Sou o meu namorado, Sou este amor da minha vida que espero eterno, Sou a minha Mãe, Sou o meu Pai, a minha irmã, Sou qualquer um dos meus amigos, familiares, colegas ou simplesmente Sou alguém que me peça ajuda. Sou todos os seus problemas e momentos de alegria, Sou as festas, férias,  brindes e lágrimas de cada um deles em todos os momentos.

Faltar-me-á  coragem de olhar para dentro? O que SOU eu afinal? Quem sou eu?

Propus-me a mim, agora num momento só meu, sozinha, o objetivo de me procurar.

Revisitei alguns momentos muito recentes da minha vida, e reparei que, embora sempre conscientemente acompanhada, também sou o meu sorriso, a minha expontaneadade, o meu brilho, a minha leveza, sou as minhas histórias e vivencias, sou os meus momentos sem base e rimel, sem máscaras, sem saltos altos, sem pose, sem armadura, sem protocolo, sem obrigações, sem carris... sem medo.

Sou livremente eu própria, e como gosto tanto de o SER. Concluí que tenho e posso ter especial orgulho em mim e de SER quem sou eu e um pouco ou tanto de todos os que amo e respeito.

Obrigada a todos por fazerem de mim quem SOU!

E se eu pudesse fazer algo sozinha, só eu e eu própria, faria uma festa surpresa a todas as verdadeiras pessoas da minha vida, num sitio que estará para sempre guardado no meu coração.

1 comentário:

Nelson Junior Borges Cordoni disse...

Muito legal, esse auto análise de que todos somos indivíduos, e que também precisamos de pessoas especiais para sermos nós também, não havia me tocado...parabéns, muito bem escrito.